É O QUE É. E O QUE NÃO É.

quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

terça-feira, 6 de fevereiro de 2018

Reboco Caído 39

Dispensando apresentações, o RC chega a 39ª edição. Estava aqui pensando quantos zines surgidos nos últimos 10 anos chegaram a 39 edições... Não há como não ressaltar sempre a "teimosia" do Fabio em manter uma publicação de conteúdo forte com impressionante regularidade, ainda mais nesse momento em que a estupidez, o egoísmo e canalhice humanas estão batendo recordes atrás de recordes, e os governantes nem fingem mais que se preocupam com as mazelas da sociedade, enquanto as pessoas estão ocupadas demais em discussões vazias nas redes sociais...
Nesta edição, de cara temos uma capa muito bem feita, autoria do Sandro Andrade, que rendeu uma instigante análise no editorial. Seguimos com a carta do pai da jovem militante palestina Ahed Tamimi, textos de Tubarão, Ensko,Wagner Teixeira, Fabio da Silva Barbosa, Panda Reis, e entrevista com o artista / personagem Tavarez.

Contato: Fabio da Silva Barbosa - fsb1975@yahoo.com.br , www.rebococaidozine.blogspot.com.br , www.twitter.com/RebocoCaido , www.facebook.com/RebocoCaido .














quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

PROPOSTA DE REFORMA TRABALHISTA (URGENTE)




Chamava atenção aquele banheiro. Impecavelmente limpo. E naquela firma de tantos funcionários. Gente entrando e saindo o tempo todo e entrando e mijando e cagando e escovando os dentes e molhando tudo e jogando papel em qualquer lugar e zoneando tudo e entrando e saindo o dia todo. Mas o cara da limpeza está sempre lá. Sempre renovando o papel o sabonete e limpando as pias os mictórios e as privadas. E assim o banheiro sempre limpo. Impressiona o trabalho do cara da limpeza. Alguém sabe seu nome? Quanto será seu salário? Deveria ser o maior da empresa. Mas certamente é o menor. É assim que funciona. Os trabalhos mais árduos e mais essenciais são os de pior remuneração. O dia inteiro no banheiro. Limpando a sujeira dos executivos que passam o dia em poltronas confortáveis, no ar condicionado, em reuniões regadas a drinks, petiscos e risadas. Se o pessoal da limpeza parar de trabalhar, a empresa para. Mas se os executivos faltarem, a vida segue normalmente.
Considerando a situação descrita, submetemos à elevada deliberação de quaisquer Vossas Excelências por aí a seguinte proposta, em regime de urgência: 

PROPOSTA DE REFORMA TRABALHISTA

Art. 1º O salário mensal, em espécie, do pessoal da limpeza e serviços gerais será o teto remuneratório de todos os ocupantes de cargos, funções e empregos de qualquer instituição.


Pronto. É isso. Sim, só isso. A mais profunda reforma trabalhista já proposta em apenas um artigo. Bastaria seguir esse único artigo para as coisas começarem a mudar radicalmente.

sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

QI 148 disponível


QI 148 disponível. Este já começa com uma capa dupla, sacada bem criativa. Isto é um dos diferenciais dos zines de papel, as possibilidades de experimentações com montagens, recortes e colagens. Seguimos com os costumeiros ótimos artigos e curiosidades, além de HQs e ilustrações. Se anos atrás o QI era conhecido principalmente pela divulgação de fanzines, agora cada vez mais se consolida como uma grande enciclopédia multicultural. Apesar do foco da publicação ser quadrinhos, as análises de publicações e artistas tornam-se valorosos textos sobre a cultura como um todo, ou sobre acontecimentos históricos interessantes. Neste número, por exemplo, os temas vão desde Lima Barreto até Robin Hood. O espaço destinado às cartas e mensagens dos leitores, o Forum, por si só, já é um envolvente painel informativo, sempre levantando assuntos que suscitam debates e reflexões diversas.
Como também de praxe, temos ainda o encarte especial A HISTÓRIA DO OESTE, escrito por Carlos Gonçalves. Este encarte me trouxe certa nostalgia, pois relata a publicação da revista de faroeste Storia Del West, que no Brasil saiu pela Ebal na revista Epopeia-Tri. Meu pai tinha algumas edições da Epopeia-Tri e foi um dos primeiros gibis que me lembro de ter visto na infância. Aprendi a ler praticamente sozinho com os gibis que meu pai adquiria, a ponto da professora na escola ficar impressionada com minha facilidade de entender o abecedário. É impressionante o quanto os quadrinhos são ferramentas incrivelmente eficientes para alfabetização de crianças, e deveriam ser mais utilizadas por pais e mestres.

Contato: Edgard Guimarães - edgard.faria.guimaraes@gmail.com










quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

Ser ou Escrever?





que sou?
poeta
não
contista
não
escritor
não
escrevinhador
hmmm
aquele que faz
escrevinhação
adivinhação?
invenção?
apenas ação?
ou
escrevinhador
aquele que escreve
dor
escridor
criador
inventor
impostor
escreve sem conhecer
as dores da vida
escrevida
escrevivo
escrecrio
(escrecrio foi de fuder, neologismo feio da porra, desculpe, tá ficando chulo, escrev tá mais pra excrem excremento escrevimento atrevimento aporrinhamento)
ou
apenas escrever
sem ser ou fazer

domingo, 17 de dezembro de 2017

A ARTE DE NADEAR




Segundo o dicionário que um dia escreverei nadear significa fazer nada. Mas não é fazer nada no sentido de se dedicar à inutilidade, à mediocridade, ao sem sentido. É mergulhar de verdade no nada. É trabalhar o nada. É se misturar ao nada. Sentir o nada.
Quer algo mais poético?
Mais belo?
Mais honesto?
Nadear é a maior das artes. Bem, talvez não a maior, mas é sublime.
As pessoas devem tirar alguns momentos de sua rotina para se entregar ao nada. Alguns momentos apenas é o suficiente para retornar transrecriado para sua realidade.
Nadear é vida.
Nadear é existir.