É O QUE É. E O QUE NÃO É.

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

ANA E SEUS MIL PAIS

(Por: Reverendo W. Van Baco)

Kubrusly é o único amigo de Ana. Ele é órfão. Jamais conheceu nenhum parente. Você deve ser a pessoa mais feliz do mundo, vivia lhe dizendo Ana. Krubusly passou toda a infância e adolescência na rua, praticando pequenos furtos, morando em reformatórios. Até ser adotado por uma viúva engajada em causas sociais. Ele deve ser a pessoa mais feliz do mundo, Ana comentava com as paredes. Hoje em dia, já um adulto, Kubrusly passa os dias divagando na penitenciária, onde cumpre pena por assassinato.
Kubrusly deve ser a pessoa mais feliz do mundo, pensa Ana.

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

O ÚLTIMO TETRARCA

(Por: Reverendo W. Van Baco)


Tetrarca. Gosto dessa palavra. Não sei por que me veio à mente, pergunte para algum especialista em redes cognitivas. É uma palavra rara, um diamante lexical, por isso talvez brilhe tão intensamente. Tetrarca. Existiram poucos tetrarcas, assim quase ninguém já ouviu ou leu essa palavra. Como pode mera combinação fonética formar tão precioso tesouro? Eu pagaria para tê-la como único senhor. Mas não vou repeti-la mais, não retornarei a esse assunto. Não deixemos o diamante se transformar em pedra.