APESAR QUE NYHYW.BLOGSPOT.COM NÃO DEU CERTO

quinta-feira, 14 de julho de 2011

A GÁRGULA E A FÊNIX

FÁBULAS NIILÍSTICAS
ou
Apenas mais um poema anti-arte


A GÁRGULA E A FÊNIX








A gárgula sorri
Bate asas e parte.
Escoadouro da verdade.

A fênix
Renasce das cinzas.
Que idiota.
 

2 comentários:

  1. bela ave-fênix cuja vida é eterna.....Já as pobres gárgulas só tomam vida ao cair da noite.....Despeitadas! hahahaha

    ResponderExcluir