É O QUE É. E O QUE NÃO É.

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Hordes of Chaos: Mais um clássico do Kreator

(por: KWY)



Isso mesmo: embora Hordes of Chaos seja o álbum mais recente do Kreator, lançado em 2009, já pode ser listado entre os grandes clássicos desses monstros do Thrash Metal mundial.
E que fase vive o Kreator. Não tenho nenhum receio de afirmar que atualmente é a maior banda Thrash do mundo. Se nos anos 90 eles decidiram experimentar e fazer um som diferente (o que aliás fizeram com muita competência), desde que retornaram ao Thrash vivem um momento incrível. É um álbum melhor que o outro. Violent Revolution, de 2001,  já foi muito bom. Enemy of God, de 2005, foi espetacular. E este Horde of Chaos é ainda melhor. Como é bom presenciar as grandes bandas oitentistas produzirem em sequência obras tão seminais quanto as do início de suas carreiras. E o caso do Kreator é particularmente interessante porque o som recente deles, desses três últimos álbuns, é bem diferente do som que faziam nos anos 80, inicio dos 90. Só que possui a mesma pegada, a mesma vibração e fúria. Ou seja, eles incorporaram elementos do Thrash moderno, como um toque melódico nas composições, mas não abandonaram os elementos fundamentais do Thrash oitentista, como a agressividade e a velocidade. O melhor dos dois mundos.
E tudo já começa pela capa. Que arte espetacular! O realismo da ilustração é impressionante, dá pra ficar viajando tempos diante da riqueza de detalhes. E eles lançaram o álbum também em LP, com capa diferente do CD, para o deleite dos fãs.
Na parte técnica, também o primor. Os músicos da banda vivem grande momento e um entrosamento perfeito. Todo o álbum é muito bom, mas duas músicas merecem destaque: Hordes of Chaos e Demon Prince – a música de abertura e a de encerramento. É impossível ouvir e não empolgar.
Que venham mais clássicos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário