APESAR QUE NYHYW.BLOGSPOT.COM NÃO DEU CERTO

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

O HOMEM SEM PERFIL

(por: Reverendo W. Van Baco)




O homem sem perfil no Orkut, sem perfil no Facebook, nem no Badoo, nem no QuePasa, nem no LinkedIn, sem Twitter, sem Skype, sem Blog, sem sequer MSN, e até mesmo sem celular convidou Sua Amiga para sair.
“Mas eu não sei nada sobre você.”
O homem sem perfil no Orkut, sem perfil no facebook, nem no badoo, nem no QuePasa, nem no LinkedIn, sem Twitter, sem Skype, sem blog, sem sequer MSN, e até mesmo sem celular queria que pudessem conversar e se conhecer, queria mostrar a Sua Amiga quem ele era.
"Mas como vamos conversar se você não tem perfil?"
O homem sem perfil ficou triste e voltou para sua rotina sem Orkut, sem facebook, sem badoo, sem QuePasa, sem LinkedIn, sem Twitter, sem Skype, sem Blog, sem sequer MSN, e até mesmo sem celular.
Certo dia, vendo o que Sua Amiga postava pela internet, o homem sem perfil descobriu que Sua Amiga estava apaixonada por um sujeito chamado http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=4241756190056222296 .
O homem sem perfil não podia competir com http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=4241756190056222296, pois http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=4241756190056222296 tinha dez perfis no Orkut e quatro no Facebook, todos com a lotação máxima de amigos. Era, portanto, um sujeito muito mais confiável e respeitável que o homem sem perfil.
Desesperançado, o homem sem perfil não sabia o que fazer de sua vida. Pensou então em criar um perfil! Mas não tinha amigos, como iria fazer? E se nem mesmo a Sua Amiga quisesse se tornar seu amigo? Não poderia sobreviver a essa frustração. Perfis não eram pra ele. Então teve uma idéia. Criaria sua própria rede social. Isso. A rede dos solitários, destinada àqueles que não tinham amigos. Ficou tão empolgado que desenvolveu uma rede internacional, a LonelyPeople.org . Na LonelyPeople, ninguém tinha sua rede privada e egoísta de amigos, todos os cadastrados eram automaticamente amigos e podiam se comunicar livremente. Finalmente os solitários eram prestigiados. A rede se tornou um sucesso meteórico. O homem sem perfil não acreditou quando sua rede superou o numero de usuários de todas as outras redes sociais. Mas como é possível, se tantos usuários das outras redes possuíam tantos milhares de amigos, o número de solitários ser tão grande? O mundo definitivamente não fazia sentido para o homem sem perfil.
Ainda mais surprendente quando descobriu que http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=4241756190056222296 havia se cadastrado na LonelyPeople.org . Pelo Facebook, descobriu que http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=4241756190056222296 deu o fora em Sua Amiga. Como pode alguém preferir se juntar ao LonelyPeople a ficar com Sua Amiga? O homem sem perfil definitivamente não entendia as pessoas.
Então Sua Amiga veio visitá-lo. Precisava de um ombro amigo, alguém de confiança. O homem sem perfil não entendeu. Não tinha perfil. Sua Amiga não era cadastrada no LonelyPeople. Não eram amigos. Até o http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=4241756190056222296 era seu amigo, mas não Sua Amiga. Ainda assim abraçou Sua Amiga por compaixão. Permaneceram abraçados por algum tempo. Depois delicadamente despediu Sua Amiga.
E o homem sem perfil retornou para sua sincera solidão.

3 comentários:

  1. Um conto louco mas muito bacana, gostei!

    ResponderExcluir
  2. Tradução perfeita dessa miséria socio-sentimental... depois do perfil no Orkut, nada de telefonemas no dia do aniversário...

    Gledson Vinícius
    www.visaosuburbana.com
    @visasuburbana

    ResponderExcluir